Prof. Calixto

RESUMO das NORMAS para RESENHAS e TRABALHOS CIENTÍFICOS

Por Prof. Calixto Silva Neto, revisado em julho de 2014.
Baseado nas Normas ABNT.

1. DEFINIÇÕES:
RESUMO:
Sinípse, síntese, condensação de um assunto, apanhado, compêndio.
Exposição sintetizada de um acontecimento ou de uma série de acontecimentos; das características básicas de alguma coisa com a finalidade de transmitir uma ideia geral sobre seu sentido.
Deve conter as referências bibliográficas.

RESENHA:
Análise crÍtica e informativa de um texto, livro, filme, peça ou qualquer outro trabalho.
É composta das seguintes partes:

MONOGRAFIA:
"Item não seriado, isto é, item completo, constituido de uma só parte ou que se pretende completar em um número pré estabelicido de partes separadas" (ABNT - NBR 6023)
Em sentido amplo, monografia designa qualquer trabalho ou estudo que aborde um determinado tema.

TRABALHOS ACADÊMICOS ou CIENTÍFICOS de CONCLUSÃO de CURSO:
Projeto de Graduação ESAMC - PGE; Trabalhos de conclusão de curso - TCC; Trabalhos de Graduação Interdisciplinar - TGI.
Trabalho que representa o resultado de estudo, cuja finalidade é a conclusão deste curso. Deve expressar conhecimento do tema escolhido e, obrigatoriamente, corresponder à disciplina, módulo, curso, programa, graduação ou extensão cursado.
Deve ser feito sob a coordenaÇão de um Professor Orientador, podendo ter também professores Co-Orientadores. (ABNT - NBR 14724)

2. DIGITAÇÃO dos TRABALHOS:
Os trabalhos devem ser apresentados de modo legÍvel, através de documento digitado em espaço de entrelinhas de um e meio (1,5), exceto as referências bibliográficas que devem ter espaço de um (1), ocupando apenas o anverso da página, em papel branco de boa qualidade, formato A4 (21 cm x 29,7 cm), que permita a impressão e leitura, digitado na cor preta com exceção das figuras. (ABNT - NBR 14724)
A digitação deve ser em fonte tamanho 12 para o texto e menor (tamanho 10) para citações de mais de três linhas, notas de rodapé, paginação e legendas das ilustraÇÕes e tabelas. Para textos de citações de mais de três linhas, deve-se observar o recuo de 4 cm da margem esquerda. (ABNT - NBR 14724)
Recomenda-se a utilizaÇão da fonte “arial” ou “times new roman”.
Tipos itálicos são usados para nomes científicos e expressões estrangeiras. As expressões estrangeiras podem também ser digitadas entre aspas. (Exemplos: "site" ou site)

2.1. Alinhamento do Documento:
Para efeito de alinhamento, não devem ser usadas barras, travessões, hífens, asteriscos e outros sinais gráficos na margem lateral direita do texto, o qual não deve apresentar saliências e reentrâncias e sim, estar “Justificado”.

2.2. Impressão do Documento:
A impressão deve ser feita exclusivamente em papel branco formato A4 (21 cm x 29,7 cm) de boa qualidade, que permita a impressão e leitura.

2.3. Margens do Documento:
As margens devem permitir encadernação e reprodução corretas.
- Margem esquerda: 3,0 cm
- Margem direita:      2,0 cm
- Margem superior:   3,0 cm
- Margem inferior:     2,0 cm

2.4. Numeração das páginas do Documento (Paginação):
As páginas devem ser contadas sequencialmente a partir da Capa e numeradas a partir da folha de rosto. (ABNT - NBR 14724)
A numeração, em algarismos arábicos, no canto superior direito, sem traços, pontos ou parênteses deve iniciar a partir da primeira folha da parte textual. (ABNT - NBR 14724)
A numeração das folhas preliminares (a partir da folha de rosto até a última folha antes do texto) é opcional. Sugerimos utilizar da seguinte maneira:
- Utilizar algarismos romanos representados por letras minúsculas (i, ii, iii, iv,...) a partir da folha de rosto (página ii). A Capa (página i) não deve ser numerada.
- Havendo anexos e apêndices, suas folhas devem ser numeradas de maneira contínua e sua paginação deve ser sequencial a do texto principal.
Para tanto, pode-se separar o documento por seções, assim a formataÇão da numeração de páginas pode ser diferente em cada seção.

3. ESTRUTURA do TRABALHO:
A estrutura do trabalho científico/acadêmico compreende: Elementos Pré-Textuais, Textuais e Pós-Textuais:

abnt

4. ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS:
4.1. Capa (Elemento obrigatório) com as seguintes informações:

Modelo: Papel A4 - O quadro interno representa o limite para impressão e o quadro externo, o tamanho da página.

capa

4.2. Folha de Rosto (Elemento Obrigatório):
Elemento obrigatório para identificação do documento e deve conter:
Modelo: Papel A4 - O quadro interno representa o limite para impressão e o quadro externo, o tamanho da página.

rosto

4.3. Errata (Elemento opcional):
Elemento opcional contendo lista de erros de natureza tipográfica ou não com as devidas correções, indicando-se as páginas e/ou linhas em que aparecem. Impressa, quase sempre em retalho de papel avulso ou encartado, acrescido ao volume depois de impresso.
Exemplo:

ERRATA
Folha:32
Linha:3
Onde se lê: pubiaçãoo
Leia-se:publicação

4.4. Folha de Aprovação (Elemento obrigatório):
Elemento obrigatório, colocado logo após a folha de rosto, constituida do nome do(s) autor(es) do trabalho, título do trabalho e subtítulo se houver, natureza, objetivo, nome da Instituição a qual é submetido, área de concentração, data da aprovação, nome, titulação e assinatura dos componentes da banca examinadora.
A data de aprovação e assinaturas dos membros componentes da banca examinadora são colocados após a aprovação do trabalho.

aprovacao

4.5. Dedicatória (Elemento opcional):
Folha contendo um texto, geralmente curto, no qual o autor presta alguma homenagem ou dedica o seu trabalho a alguém. Caso seja incluido, deve ocupar somente a metade direita da página (na largura), na parte inferior da mesma.
A expressção Dedicatoria deve ser centralizada na página.

dedicatoria

4.6. Agradecimentos (Elemento opcional):
Folha onde são incluídas referências a Instituições ou pessoas que subvencionaram ou colaboraram com o trabalho.
Caso seja incluido, deve ocupar somente a metade direita da página (na largura), na parte inferior da mesma. A expressão Agradecimentos deve ser centralizada na página.

4.7. Epígrafe (Elemento opcional):
Folha contendo uma citação de um pensamento que, de certa forma, embasou ou inspirou o trabalho. Pode ocorrer, também, no início de cada capítulo ou partes principais. Podem também constar epigrafes nas folhas de abertura das seções primárias. (ABNT - NBR 14570).
Caso seja incluído, deve ocupar somente a metade direita da página (na largura), na parte inferior da mesma.
A expressção Epígrafe deve ser centralizada na página.

4.8. Resumo na língua vernácula (Elemento obrigatório):
Redigido pelo(s) próprio(s) autor(es) do trabalho, o resumo é constituido de uma sequência de frases concisas e objetivas e não uma simples enumeração de tópicos, não ultrapassando 500 palavras (entre meia folha A4 e dois terços), seguido, logo abaixo, das palavras representativas do conteúdo do trabalho, isto é, palavras-chave e/ou descritores. ( ABNT - NBR 14570).
Deve ressaltar o objetivo, o resultado e as conclusões do trabalho, assim como o método e a técnica empregada em sua elaboração.
As palavras chaves serão utilizadas para indexação na Biblioteca.

4.9. Resumo em língua estrangeira (Elemento obrigatório):
Com as mesmas características do resumo em língua vernácula. Por exemplo: Abstract em inglês, Resumen em espanhol ou Résumé em francês.
Deve ser seguido, logo abaixo, das palavras representativas do conteúdo do trabalho, isto é, palavras-chave e/ou descritores, na língua. As línguas utilizadas, na ordem, são: Inglês, Espanhól e Francês
Caso determinado trabalho tenha como origem, empresa ou motivação de um país de outra língua, pode ser feito um resumo nessa língua, desde que tenha também o resumo em uma das três linguas estrangeiras citadas.

4.10. Lista de ilustrações (Elemento opcional):
Relação de gráficos, fórmulas, lâminas, figuras, desenhos, gravuras, mapas e fotografias, caso existam. Em existindo, as listas tornam-se obrigatórias.
Deve ser elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada ítem designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da página. Recomenda-se (ABNT - NBR 14570) a elaboração de lista própria para cada tipo de ilustração (desenhos, esquemas, fluxogramas e outros).

4.11. Lista de tabelas (Elemento opcional): Elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da página, caso existam. Em existindo, as listas tornam-se obrigatórias.

4.12. Lista de abreviaturas e siglas (Elemento opcional): Lista que consiste na relação alfabética das abreviaturas e siglas utilizadas no texto, seguidas das palavras ou expressões correspondentes grafadas por extenso. Recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo. Em existindo, as listas tornam-se obrigatórias.

4.13. Lista de símbolos (Elemento opcional): Relação de sinais convencionados, utilizados no texto. Deve ser elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto. Em existindo, as listas tornam-se obrigatórias.

4.14. Sumário (Elemento obrigatório):
Consiste na enumeração dos capítulos do trabalho, na ordem em que aparecem no texto, com a página inicial de cada capÍtulo.
Os capítulos podem (não obrigatório) ser numerados em algarismos arábicos, a partir da Introdução até o fim do documento.
Havendo subdivisão nos capítulos, deve ser adotada a numeração progressiva, sempre em número arábico. Não deve ser usado algarismo romano, nem letras.
EXEMPLO:

Folha de Rosto .......................................................... ii
Folha de Aprovação .................................................. iii
Dedicatória ............................................................... iv
Agradecimentos ....................................................... v
Resumo .................................................................... vi
Abstract ................................................................... vii
Sumário ................................................................... viii
Capítulo 1 - Objetivo ................................................ 1
Introdução ............................................................... 1
Capítulo 2 - A empresa ............................................. 3
Subcapítulo 2.1 - Origem do Capital ......................... 5
Bla Bla Bla ................................................................ 44
Conclusão ................................................................ 67
Referências .............................................................. 81
Anexos A - Localização ............................................ 121


OBS.: No WORD é possÍvel realizar o Sumário automaticamente, para tanto:
Formatar cada título, sub-título, sub-sub-título, etc. com formatos diferentes.
No Word: Menu -» Inserir -» Referências -» Índice -> Índice Analítico
Em "opções" coloque as formatações utilizadas na prioridade estabelecida no documento em ordem sequêncial.

5. ELEMENTOS TEXTUAIS:
Constituído de: Introdução, Material e Método, Desenvolvimento e Conlusão.

5.1. Introdução: Nesta primeira parte do texto o autor deve incluir:


5.2. Material e Método:
5.3. Desenvolvimento:

5.4. Conclusões:


6. ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS:
6.1. Referências:
Constituída da bibliografia e meios eletrônicos (Internet), as referências são alinhadas à margem esquerda do texto e de forma a se identificar individualmente cada documento, em espaço simples e separadas entre si por espaço duplo.
Quando aparecerem em notas de rodapé, serão alinhadas, a partir da segunda linha da mesma referência, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente e sem espaço entre elas.
Autor, título (em negrito), cidade, editora, ano de publicação, páginas.

6.1.1. Exemplos de livros:

MAXIMINIANO, Antonio Cesar Amaru. Introdução à Administração. São Paulo: Atlas, 2000

MAXIMINIANO, A. C. A. Introdução à Administração. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2000. p. 134-142.

TERRA, José Cláudio Cyrineu. Gestão do Conhecimento. São Paulo: Negócio Editora, 2000.

HOUAISS, Antonio. Novo dicionário Folha Webster's: inglês/português, português/inglês. São Paulo: Folha da Manhã, 1996. Edição exclusiva para o assinante da Folha da São Paulo.

6.1.2. Exemplo de Publicação tendo uma entidade como autor:
INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo demográfico de 2000. Rio de Janeiro, 2002.

6.1.3. Exemplo de referencia de revistas:
Formato Padrão
TÍTULO DO PERIÓDICO. Cidade de Publicação: Editora, ano do primeiro volume - ano do último volume (para coleção encerrada). Periodicidade. ISSN (quando houver):

REVISTA DE ENGENARIA E CIÊNCIAS APLICADAS. São Paulo: Ed. UNESP, 1993-. Anual. ISSN 0104-6314.

6.1.4. Exemplo de Livro digital:
KOOGAN, André; HOUAISS, Antonio. Enciclopédia e dicionário digital 98. Direção geral de Andre Koogan Breikaman. São Paulo: Delta: Estadão, 1998. 5 CD-ROM.

6.1.5. Exemplos de referência de textos da Internet:
Consultas na Internet são essenciais as informações sobre o endereço eletrônico, apresentado entre os sinais < >, precedidos da expressão: Disponível em:, e a data de acesso precedida da expressão Acesso em: dd/mm/aaaa

ALVES, Castro. Navio Negreiro. Virtual Books, 2000. Disponível em: <http://.terra.com.br/virtualbooks/freebook/por/Lport2/navionegreiro.htm>. Acesso em: 10 jan. 2002,16:30:30

SILVA, Calixto. Apostila de Normas ABNT. Prof. Calixto, 2001. disponível em <http://www.calixto.com.br/aulas/info.asp>. Acesso em: 20 julho. 2014, 12:10:10

6.2. Glossário (Elemento opcional):
Lista de palavras pouco conhecidas, de sentido obscuro ou de uso muito restrito, elaborada em ordem alfabética e acompanhada das definições.
EXEMPLO:
AUTOR: Pessoa a quem cabe a responsabilidade principal pela criação do conteúdo intelectual ou artístico de uma obra.
CITAÇÃO: Menção de uma informação obtida em outra fonte.
NOTAS DE RODAPÉ: Anotações colocadas ao pé da página, com a finalidade de transmitir informações que não foram incluídas no texto.

6.3. Anexos:
Anexos são partes integrantes do texto, mas destacados deste para evitar descontinuidade na sequência lógica das ideias ou quando serão referenciados várias vezes ao longo do texto. Constituem suportes elucidativos e ilustrativos para a compreensão do texto.

6.4. Apêncides:
Apêndices constituem suportes elucidativos e ilustrativos, porém não essenciais à compreensão do texto.

6.5. Como fazer referências a Anexos e Apêncides:
Quando existe a necessidade, no trabalho, de vários anexos ou apêndices, cada um deles deve ter no alto da página a indicação em letras maiúsculas e identificados por letras, travessão e pelo respectivo título. No texto devem ser citados entre parênteses.

- No alto da página do anexo:
ANEXO F - Representação gráfica da população de Sorocaba/SP.
APêNDICE A - Representação gráfica da população do Brasil.

- No texto que faz referência ao anexo:
Conforme levantamento realizado e constante do (ANEXO F), as....
Para a comprovação do fatos foi requisitado o documento em pauta e anexado no (APÊNDICE A)

6.6. Índices (opcional):
Lista de entradas ordenadas, segundo determinado critério, que localiza e remete para as informações contidas no texto.
O arranjo do índice pode ser classificado em:
Tipos de Índices:
Exemplo:
Índice onomástico:
ABATH, Rachel Joffily, 357
ALMEIDA, Iêda Muniz de, 65
ALMEIDA, Marina dos Santos, 27
ALVES, MarÍlia Amaral Mendes, 149
BANDEIRA, Suelena Pinto, 65

6.7. Citação:
É a menção no texto de uma informação colhida de outra fonte. Pode ser direta, indireta ou citação de citação.

6.7.1. Citação Direta:
É a cópia exata ou transcriÇão literal de outro texto (leis, decretos, regulamentos, fórmulas científicas, palavras ou trechos de outro autor). O tamanho de uma citação determina sua localização no texto da seguinte forma:

a. até três linhas deve ser incorporada ao parágrafo, entre aspas duplas.
Exemplo:
De acordo com COPI (1978), “A linguagem é um instrumento tão sutil e complicado que frequentemente perdemos de vista a multiplicidade de seu uso”....


b. citação mais longa deve figurar abaixo do texto, em bloco recuado da margem esquerda 3 (três) cm.
Exemplo:
Os apelos verbais utilizados nos jornais são construções de proposiões (ou enunciados) e argumentos (narrativas), que são estudos da semiótica, como vemos:
“A semiótica ocupa-se indubitavelmente dos signos como sua matéria-prima, mas vê-os em relação a códigos e inseridos em unidades mais vastas como o enunciado, a figura de retórica, a função narrativa, etc. A semiótica é a disciplina que estuda as relações entre código e mensagem e entre signo e discurso.” ( ECO 1990:18)


6.7.2. Citação Indireta:
É a expressão da ideia contida na fonte (paráfrase) citada, sem transcrição, dispensando o uso de aspas duplas.
Exemplo:
Com referencia à hipertermia em bovinos Jersey, a mesma foi constatada quando a temperatura ambiente alcançava 29.5° C (RIECK & LEE, 1948).


6.7.3. Citação de Citação:
Citação de citação, ou citação de segunda mão, é a citação direta ou indireta de um trecho de uma obra que não se teve acesso direto por alguma impossibilidade, por se tratar de obra rara ou esgotada, ou em um idioma não dominado pelo autor do trabalho.
Ao realizar esse tipo de citação, deve-se ter cuidado com a credibilidade das afirmações feitas pela fonte secundária, então, somente use-a quando o acesso à obra original for impossível e imprescindível ao seu trabalho.
Exemplo:
Conforme ANDERSON (1981 apud ARÉVALO, 1997, p. 73) as raízes.....
Estudos de Zapeda (apud MELO, 1995, p. 5) mostram [...]

ATENÇÃO:
Apud é uma palavra latina que significa junto a, perto de, em.
OBS.: Em todos os casos, nas Referências Bibliográficas, deve-se incluir os dados completos das obras consultadas.

6.8. Notas de Rodapé:
As notas de rodapé destinam-se a prestar esclarecimentos ou tecer considerações que não devem ser incluídas no texto para não interromper a sequência lógica da leitura. Essas notas devem ser reduzidas ao mínimo e situar-se em local tão próximo quanto possível do texto, não sendo aconselhável reuní-las todas no fim de capítulos ou da publicação.
Para se fazer a chamada das notas de rodapé, usam-se algarismos arábicos, na entrelinha superior sem parênteses, com numeração consecutiva para cada capítulo ou parte, evitando-se recomeçar a numeração a cada página. Quando as notas forem em número reduzido, pode-se adotar uma sequência numérica única para todo o texto.
Há dois tipos de notas de rodapé:

a. Bibliográficas: São em geral utilizadas para indicar fontes bibliográficas permitindo comprovação ou ampliaão de conhecimento do leitor; para indicar textos relacionados com as afirmações contidas no trabalho, remeter o leitor a outras partes do mesmo trabalho ou outros trabalhos para comparação de resultados e para incluir a tradução de citações feitas em língua estrangeira ou indicar a língua original de citações traduzidas.
b. Explicativas: Quando se referem a comentários e/ou observações pessoais do autor. Por exemplo, concessão de bolsas e auxÍlios financeiros para realização de pesquisa, nomes de instituições, endereços, títulos do autor e outros. São também usadas para indicar dados relativos a comunicação pessoal, a trabalhos não publicados e a originais não consultados, mas citadas pelo autor.


OBS.: As notas de rodapé se localizam na margem inferior da mesma página onde ocorre a chamada numérica recebida no texto. São separadas do texto por um traÇo contínuo de 4 (quatro) cm e digitadas em espaço simples e com caracteres menores do que o usado para o texto. Usa-se espaço duplo para separar as notas, entre si.
No Word: Menu -» Inserir -» Notas -» Notas de Rodapé


Prof. Ms. Calixto Silva Neto - Emitido em 29/11/2014